Benefícios do uso de Inteligência Artificial para o setor de Saúde

12 minutos para ler

As crescentes demandas na área da saúde estão mudando rapidamente o modo como as organizações tratam os pacientes, apoiam os profissionais de saúde e compartilham informações importantes.

Tendências globais como o crescimento populacional, o aumento da expectativa de vida e a necessidade generalizada de serviços de saúde remotos fizeram com que as organizações repensassem os seus processos clínicos e operacionais. A pressão para enfrentar esses desafios aumenta à medida que um número crescente de pacientes depende de atendimento imediato e personalizado. Esses pacientes exigem mais consultas médicas, tratamentos e medicamentos sofisticados, bem como o uso de equipamentos especializados e dispositivos pessoais que produzem grandes quantidades de dados médicos.

Para ter sucesso, as organizações de saúde agora procuram soluções de última geração para capacitar as suas operações com desempenho e inteligência extremos. Muitas delas utilizam a Inteligência Artificial (IA) para explorar uma imensa quantidade de dados médicos para uma variedade de usos. Além disso, aplicativos habilitados para IA já foram desenvolvidos para melhorar tratamentos, reduzir custos e abrir possibilidades ainda não imaginadas.

Com o uso dessa tecnologia, as organizações de saúde estão otimizando as experiências de profissionais de saúde e pacientes, possibilitando níveis mais altos de eficiência operacional, menores riscos de segurança e redução de custos.

Neste artigo, vamos abordar os benefícios do uso de Inteligência Artificial no setor de Saúde e mostrar como essa tecnologia pode ser usada para otimizar os resultados clínicos, a eficiência operacional e a segurança das operações.

 Confira o nosso E-BOOK GRÁTIS sobre IA no setor da saúde em 2022 clicando aqui.

Acompanhe os avanços no uso da Inteligência Artificial no setor

Os avanços em Inteligência Artificial estão acelerando a transição para hospitais inteligentes, transformando dados em insights para melhorar tratamentos, otimizar processos e aumentar a segurança. Os recursos de IA permitem que os profissionais do setor de saúde descubram com rapidez e facilidade informações médicas relevantes em grandes quantidades de dados, além de propiciar melhorias para maior eficiência de processos do hospital e aumento de produtividade de seus colaboradores.

Atualmente, as organizações de saúde precisam lidar com um número cada vez maior de dados sobre os seus pacientes e os resultados de suas pesquisas, bem como determinar como as instalações locais e remotas irão gerenciar e utilizar as informações. Nesse contexto, a Inteligência Artificial se mostra uma tecnologia capaz de modernizar a assistência médica desde o início, possibilitando compreender e correlacionar o grande volume de informações existentes nos diversos sistemas distribuídos pelo hospital. Com esses recursos, é possível gerar insights e informações de apoio para tomadas de decisões que seriam impossíveis de serem realizadas manualmente, ou que demandariam um tempo muito extenso para fazê-lo. Desse modo, essa tecnologia contribui para acelerar diagnósticos clínicos, simplificando e aprimorando as operações dos hospitais e reduzindo os seus custos operacionais.

Porém, para explorar todo o potencial de IA no setor de saúde, é preciso dominar as novas tecnologias que estão revolucionando a nossa capacidade de prevenir, diagnosticar e tratar muitas doenças. De acordo com um relatório da Organização Mundial da Saúde (OMS) sobre os 13 maiores desafios do setor para a próxima década, a edição de genoma, biologia sintética e tecnologias digitais de saúde, como Inteligência Artificial, podem resolver muitos problemas, mas também levantam novas questões e desafios sobre monitoramento e regulamentação. Para evitar que essas novas tecnologias prejudiquem, de alguma forma, as pessoas às quais pretendem ajudar, é preciso revisar as evidências e orientações sobre questões mais polêmicas, como a edição do genoma humano, e solicitar que os países regulamentem o desenvolvimento e o uso dessas novas tecnologias.

 Confira o nosso E-BOOK GRÁTIS sobre IA no setor da saúde em 2022 clicando aqui.

Como a Inteligência Artificial auxilia nos resultados do setor de saúde

Os aplicativos de IA estão criando resultados positivos em três áreas principais:

* IA para resultados clínicos: A grande velocidade e o poder de processamento em diagnósticos e imagens médicas atuais transformaram a forma como as organizações obtêm insights de uma variedade de tipos e fontes de dados. Essa abordagem demonstra precisão e sensibilidade extraordinárias na descoberta de detalhes e anormalidades de imagens nos diagnósticos médicos.

A Inteligência Artificial estende esses recursos para qualquer requisito ou caso de uso, incluindo tarefas extremamente delicadas, como análises de cirurgias. As tecnologias de IA e de visão computacional podem melhorar significativamente a qualidade dos procedimentos cirúrgicos, fornecendo ferramentas que ajudam a analisar e monitorar o fluxo de trabalho. Essa aplicação é um grande passo para o futuro da cirurgia robótica.

A IA também permite aumentar a produtividade clínica e os resultados fora da sala de cirurgia. Os serviços de saúde sem contato incorporam telas sem toque ativadas por voz que podem ser usadas para fazer consultas, orientar e gerenciar melhor os pacientes, fazendo com que o contato direto com a equipe seja necessário apenas para necessidades urgentes.

Atualmente, hospitais inteligentes já utilizam sensores visuais para atendimento remoto e assistência sem toque, transmitindo informações para que os funcionários possam monitorar a higiene do quarto, a rotatividade de leitos e a segurança dos pacientes em tempo real. Além disso, os aplicativos de IA podem ser usados para monitorar pacientes propensos a quedas ou para alertar a equipe de saúde sobre riscos potenciais se a posição de um paciente mudar, permitindo que os profissionais de saúde possam intervir com segurança.

* IA para eficiência operacional: Ajuda a otimizar fluxos de trabalho para obter resultados mais rápidos com o uso de aplicativos e dados de saúde. Maior visibilidade e controle das operações de saúde permitem que as organizações tomem decisões mais informadas e capazes de prevenir e resolver problemas, oferecer atendimento oportuno aos pacientes e fornecer serviços de saúde e bem-estar mais eficazes. Dessa forma, tecnologias inovadoras de IA estão impulsionando a eficiência no gerenciamento de hospitais e emergências, otimizando o atendimento ao paciente e o gerenciamento de recursos, de reclamações, operações de serviços, políticas de conformidade e detecção de fraudes. Hospitais inteligentes estão usando esses aplicativos para transformar o modo como operam, operacionalizando a inteligência sob demanda para capacitar altos níveis de desempenho com menos recursos e a um custo menor.

* IA para segurança e proteção: Reduz drasticamente o risco ao reconhecer padrões, bem como descobrir mudanças ou eventos importantes de fluxos intermináveis de dados. Com a IA, as organizações estão obtendo insights críticos para aplicativos como triagem de temperatura, detecção de máscara, rastreamento de distância social, rastreamento de contatos, entrada sem toque e vigilância por vídeo para criar um ambiente de saúde mais seguro. Para organizações de saúde, garantir a segurança física de pacientes, visitantes e funcionários é tão vital quanto responder às suas necessidades médicas. A análise de vídeo inteligente (IVA) permite que elas monitorem as suas instalações para proteger os pacientes, bem como as suas informações confidenciais. Usando IVA e sensores inteligentes, os hospitais inteligentes podem reconhecer objetos como equipamentos médicos e máscaras de proteção, detectar e combinar rostos de médicos e pacientes e até detectar temperaturas corporais elevadas.

 Confira o nosso E-BOOK GRÁTIS sobre IA no setor da saúde em 2022 clicando aqui.

Desafios do setor de saúde para aproveitar os recursos de IA

A prestação de serviços de saúde se mostra cada vez mais desafiadora, com provedores, funcionários e TI tendo que fazer mais com menos recursos. Atualmente, há muitas razões para isso, incluindo preocupações com privacidade de dados, grandes obstáculos regulatórios para novas tecnologias de “caixa preta” e a dificuldade de curadoria de dados, que precisa ser impecável para que os algoritmos de IA funcionem corretamente.

Para conseguir utilizar todo o potencial da Inteligência Artificial, o setor de saúde ainda enfrenta muitos desafios, entre eles:

*  Falta de mão de obra qualificada: A escassez de talentos em IA é um grande problema, pois um cientista de dados especialista é uma posição difícil e cara de preencher, e os hospitais nem sempre têm recursos para isso.

*  Dificuldade para identificar casos de uso apropriados: Diante um grande número de possibilidades do uso da IA na empresa, muitas vezes o desafio é conseguir identificar um caso de uso que seja capaz de solucionar um problema de negócio da empresa, ao mesmo tempo em que gera um retorno de investimento interessante, que ajude a impulsionar a adoção da IA em outros processos. O insucesso de uma iniciativa de IA normalmente causa desilusões e desconfianças na tecnologia, e podem impedir que a empresa obtenha ganhos expressivos nos casos de uso corretos.

*  Cultura da empresa: muitas vezes a própria cultura da empresa ainda não reconhece a necessidade e os benefícios do uso da IA em seus processos de negócios. Durante o ciclo de aprendizagem do uso da IA na empresa de saúde, é fundamental que as principais partes interessadas estejam engajadas no uso e aprimoramento das soluções, para que haja a contribuição da IA seja cada vez mais precisa e preciosa no seu uso.

* Fluxos de trabalho clínicos complexos: Diferentes ecossistemas hospitalares apresentam desafios para gerenciamento, escalabilidade, segurança e visibilidade e causam aumentos maciços no tráfego de rede. As especificidades de cada ecossistema, muitas vezes impossibilita a replicação de modelos ou infra-estruturas, sendo necessário um trabalho de entendimento do ambiente e adequação dos modelos e infra-estruturas para atender a sua necessidade específica.

* Implantações fraturadas: Muitas vezes as primeiras adoções de IA se dão através de soluções específicas para um caso de uso. Á medida em que são adotadas múltiplas soluções, pode-se chegar a uma situação onde o gerenciamento de TI se torna difícil e complexo, devido a diversidade de sistemas, assim como a adequação de todos eles com os padrões e práticas de conformidade da TI. Adicionalmente, esse modelo impossibilita que a empresa obtenha ganhos de escala com o aumento do número de casos de uso de IA.

* Novos paradigmas de atendimento: Um desafio adicional são os novos paradigmas de atendimento, como wearables, kits de teste de DNA ou saúde móvel. Esses disruptores estão movendo pacientes e seus dados para fora do hospital e criando silos de informações em fontes de dados desconectadas. Para que o uso da IA seja efetivo é necessário que haja uma integração dessas diversas fontes de dados, para que o paciente possa ser compreendido e avaliado de uma forma realmente completa e ampla.

 Confira o nosso E-BOOK GRÁTIS sobre IA no setor da saúde em 2022 clicando aqui.

Como a Columbia pode auxiliá-lo em sua jornada da Inteligência Artificial

A Columbia Integração possui uma divisão focada no desenvolvimento de projetos de Inteligência Artificial, com o objetivo de auxiliar nossos clientes em todas as fases dos projetos de IA. Isso inclui desde a fase de Integração de Dados, passando pelas fases de análises de dados, feature engineering e modelagem, até os estágios de entendimento, deploy e operação dos modelos.

Contamos com profissionais com experiência em implementação de IA em diversos casos de uso, tanto no segmento da saúde, quanto em segmentos correlacionados. Com essas experiências, e a nossa abordagem consultiva de atuação, auxiliamos nossos clientes, independentemente de qual o ponto da jornada de dados que se encontram: desde os clientes que estão iniciando a jornada e buscando o primeiro caso de uso bem sucedido de IA, até clientes que já estejam utilizando IA em larga escala e estejam buscando eficiência, agilidade e conformidade.

Do ponto de vista tecnológico, temos parcerias com diversas empresas líderes de mercado de IA, como a H2O e a NVIDia. Além disso, contamos com um ecossistema expandido de parceiros, como a AWS, GCP, VMWARE e Fortinet.

Essa estrutura nos possibilita entregar soluções de IA que atendam às necessidades de negócios, dentro de infraestruturas ágeis, resilientes, flexíveis e seguras, para garantir que nossos clientes foquem no atendimento daquilo que é o mais importante: a saúde dos seus pacientes.

Quer saber mais sobre como a Columbia pode ajudar a transformar a inteligência dos seus negócios?

Para saber mais, entre em contato conosco.

Posts relacionados